Buscas relacionadas:

Elevador residencial

O elevador residencial tem se tornado uma escolha cada vez mais popular para famílias que desejam adicionar conforto, conveniência e acessibilidade às suas casas. Esse equipamento é muito comum em ambientes de luxo ou com a presença de pessoas idosas ou com mobilidade reduzida. Entenda melhor as funções, vantagens e tipos do modelo nos tópicos abaixo!

  • O que é e para que serve um elevador residencial?
  • Vantagens de uso do elevador residencial
  • Tipos de elevadores residenciais
  • Cuidados com o elevador residencial
  • Norma técnica do elevador residencial

O que é e para que serve um elevador residencial?

O elevador residencial é um dispositivo de elevação vertical projetado para ser instalado em sobrados, triplexes ou edifícios de pequeno porte (aprox. 5 andares).

Ele serve para proporcionar acesso mais fácil e conveniente a diferentes níveis de uma casa, especialmente para pessoas com mobilidade reduzida, idosos ou aqueles que simplesmente desejam evitar escadas.

Algumas opções de elevador para residência também são projetadas para locomover móveis, compras ou outros itens pesados de um piso para outro.

Vantagens de uso do elevador residencial

A utilização do elevador para residência oferece vantagens que vão muito além da simples comodidade de se deslocar entre os andares de uma casa. Entre as principais, é possível destacar:

  • Acessibilidade e independência: elevadores proporcionam acesso fácil e seguro para pessoas idosas, com deficiência ou com mobilidade reduzida, sem precisar de terceiros para locomoção;
  • Conveniência: subir e descer escadas pode ser cansativo, especialmente para pessoas mais velhas ou com problemas de saúde. A instalação evita que essas atividades precisem ser feitas fisicamente;
  • Segurança: o uso do elevador para residência diminui os riscos de acidentes e lesões relacionados a quedas ou escorregões em escadas. Isso é especialmente importante para pessoas com problemas de equilíbrio ou mobilidade;
  • Qualidade de vida: o equipamento melhora a qualidade de vida, pois elimina barreiras arquitetônicas e proporciona maior autonomia e praticidade aos moradores;
  • Design personalizado: os elevadores podem ser projetados de acordo com o estilo da casa e as necessidades específicas dos moradores, agregando valor estético ao ambiente;
  • Facilidade de instalação: diferentemente do que muitos podem pensar, a instalação de um elevador para residência pode ser realizada com relativa facilidade, mesmo em casas já construídas.

O valor de elevador residencial também é uma vantagem. Embora possa parecer alto à primeira vista, o investimento aumenta o preço do mercado do imóvel, tornando-o mais atrativo para potenciais compradores ou locatários.

Elevador residencial

Tipos de elevadores residenciais

Existem diversos tipos de elevadores residenciais, cada um projetado para atender necessidades estéticas ou operacionais.

Por exemplo, o elevador residencial simples é ideal para locais que necessitam de uma solução de mobilidade eficaz, mas possuem limitações de espaço ou orçamento.

Esse modelo geralmente tem uma instalação mais fácil e custos operacionais reduzidos, sendo perfeito para casas de dois ou três andares, no máximo.

Já o elevador panorâmico é uma escolha excelente para quem deseja combinar funcionalidade com um forte apelo estético. Ele possui paredes de vidro transparente, permitindo uma visão ampla do entorno durante o trajeto.

Na classificação de equipamentos de acessibilidade, é possível destacar o elevador plataforma. Essa é uma opção sem cabine, que pode movimentar-se tanto vertical quanto horizontalmente.

Vale mencionar que o elevador residencial também pode ser encontrado em diversos modos de acionamento, como:

Elevador hidráulico

Este modelo de elevador residencial funciona com base em um sistema de pistões hidráulicos que movem a cabine do equipamento.

Um motor bombeia fluido pressurizado, geralmente óleo, para mover o pistão e elevar a cabine. Para descer, o óleo é liberado de volta para o reservatório sob controle.

O modelo oferece alta capacidade de carga e movimento suave, bem como é considerado muito seguro, pois possui sistemas de válvulas que impedem a queda da cabine ou incêndios em caso de falha.

Elevador elétrico

Os elevadores elétricos operam com base em um sistema de cabos e polias, com um contrapeso que equilibra o peso da cabine.

Um motor elétrico move o contrapeso, facilitando a elevação ou descida do equipamento com menor esforço.

Esse modelo destaca-se por ser encontrado em diferentes tamanhos, além de possuir maior velocidade de transporte.

Elevador com sistema pneumático (a vácuo)

O elevador com sistema pneumático, também chamado de elevador a vácuo, utiliza diferenças de pressão de ar para mover a cabine para cima e para baixo.

Ele utiliza uma tecnologia baseada em vácuo para criar sucção ou pressão negativa que impulsiona a cabine para cima e, em seguida, libera a pressão para permitir que ela desça.

Esses elevadores são conhecidos por sua eficiência energética, operação silenciosa e suave, e são frequentemente usados em edifícios de pequeno a médio porte.

Vale mencionar que, durante a escolha, o preço de elevador residencial não deve ser o critério definitivo. É essencial considerar tamanho, modo de acionamento, espaço e tecnologias relacionadas.

Outros modelos de transportadores

O elevador para residência não é o único tipo de transportador que existe, especialmente considerando espaços mais amplos, como comércios e indústrias. Outras opções são:

  • Elevador de carga: utilizado em armazéns, fábricas e centros de distribuição para movimentação de cargas muito pesadas, geralmente em carrinhos transportadores ou empilhadeiras. Alguns elevadores de carga também movem veículos como carros e caminhões;
  • Esteira rolante: facilita o transporte de bagagens, carrinhos, mercadorias e pessoas em aeroportos, supermercados, shoppings, estações rodoviárias, etc.;
  • Elevador de sacaria: ideal para o transporte vertical de sacos cheios de milho, soja, trigo, farinha, materiais de construção e outros produtos a granel semelhantes;
  • Transportador magnético: projetado para transportar peças ou cavaco ferroso de forma automatizada, bem como para retirar contaminantes metálicos de materiais;
  • Ponte rolante: utilizada para movimentar cargas pesadas ou grandes de um ponto a outro dentro de fábricas, armazéns e estaleiros navais;
  • Transelevador: consiste em um sistema automatizado utilizado para gerenciar a estocagem e recuperação de mercadorias em grandes centros logísticos;
  • Monta prato: trata-se de um elevador compacto, projetado para mover pratos, panelas, utensílios de cozinha, alimentos, livros, documentos, entre outros itens pequenos de um piso para outro;
  • Escada rolante: permite atingir níveis distintos de uma construção sem qualquer esforço físico, pois os degraus se movem automaticamente.

Esses são apenas alguns exemplos das muitas opções de equipamentos utilizados para transportar pessoas e cargas com eficiência e agilidade.

Cuidados com o elevador residencial

É importante adotar alguns cuidados básicos para garantir a segurança, eficiência e longevidade do elevador para residência.

Em primeiro lugar, é essencial contratar uma empresa especializada para projetar e instalar elevador residencial.

Essas etapas garantem que o equipamento esteja em conformidade com as normas técnicas de segurança e adequado às necessidades específicas do imóvel.

Além disso, uma empresa especializada oferece garantia e suporte técnico, o que é fundamental para resolver eventuais problemas que possam surgir.

Evitar sobrecargas é outro cuidado importante, pois exceder o peso máximo suportado pelo elevador residencial pode causar danos ao equipamento e colocar a segurança dos passageiros em risco.

Também é indicado colocar avisos para os usuários não forçarem as portas da cabine em caso de queda de luz, uma vez que o equipamento pode estar parado em alturas perigosas e vãos abertos.

Em caso de qualquer problema ou barulho anormal, é aconselhável interromper a operação e entrar em contato imediatamente com o serviço de manutenção e conserto de elevador.

Essas práticas não apenas evitam acidentes graves ou fatais, como também impedem que pequenos problemas se tornem mais graves.

Outra dica é investir periodicamente na reforma de elevadores, seja ela estética ou tecnológica. Isso melhora a experiência de uso e aumenta o valor do imóvel.

Também é importante não esquecer de realizar atividades mais simples, como a limpeza interna e externa da cabine.

Tal procedimento é essencial para remover resíduos ou objetos estranhos que possam obstruir as portas ou causar tropeços, além de evitar a deterioração estética precoce do equipamento.

Por fim, é recomendável manter um registro detalhado de todas as manutenções e inspeções realizadas no elevador para residência.

Isso não apenas facilita o acompanhamento das necessidades de serviço do veículo vertical, mas também pode ser útil em casos de garantia ou para comprovar a realização de manutenções regulares, caso necessário.

Transforme seu lar com conforto e estilo! Solicite um orçamento de elevador residencial nos parceiros do Soluções Industriais e encontre a opção mais compatível com o seu espaço!

Você também pode conferir as normas técnicas relacionadas à instalação, operação e manutenção do elevador para residência no conteúdo disponibilizado no final desta página. Confira!

Ver maisVer menos

Elevador residencial

Norma técnica do elevador residencial

Tanto o elevador residencial quanto outros modelos destinados para o transporte de passageiros devem seguir os rigorosos padrões estabelecidos na ABNT NBR NM 313.

Os requisitos solicitados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas estão relacionados a diversos critérios, como:

  • Requisitos de segurança: estabelecem diretrizes para garantir a segurança dos usuários, o que inclui o uso de sistemas de proteção contra quedas, sistemas de emergência, portas de cabine, entre outros;
  • Dimensionamento: definem critérios para o dimensionamento adequado dos elevadores, considerando a capacidade de carga, velocidade, número de paradas, entre outros fatores;
  • Acessibilidade: abordam a acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida, a fim de atender as necessidades específicas desse público, como a largura das portas, o tamanho da cabine, a altura dos botões de controle e a presença de dispositivos para comunicação em braille e sinalização sonora;
  • Manutenção: estabelecem diretrizes para a manutenção adequada dos elevadores, garantindo seu funcionamento seguro ao longo do tempo;
  • Testes e inspeções: definem procedimentos para testes e inspeções periódicas, a fim de verificar o cumprimento dos requisitos de segurança e desempenho.

Vale mencionar que a norma também aborda a documentação técnica necessária para a instalação e operação do elevador residencial e de uso de passageiros.

A não obtenção da aprovação de uso de acordo com as especificações da ABNT NBR NM 313 pode resultar em riscos à segurança dos usuários e em possíveis penalidades legais.

Quer encontrar um elevador para residência que atenda os requisitos de proteção, mas sem impactar na estética do ambiente? Solicite um orçamento no Soluções e confira os catálogos de nossos parceiros!

Galeria de Imagens

Estas imagens foram obtidas em bancos de imagens públicas e disponíveis livremente na internet

close

Envie um orçamento para

É GRATIS, rápido e sem compromisso!

Navegação